A Basílica

No dia 16 de Junho de 2016, o Santuário de Nossa Senhora da Penha de França recebeu o título e dignidade de BASÍLICA MENOR, concedida através de um pedido do Pe. Thiago Sardinha de Jesus, Reitor da agora Basílica Santuário de Nossa Senhora da Penha, ao Cardeal Orani João Tempesta, que enviou o pedido ao Vaticano em abril e recebeu a resposta positiva do Santo Padre, o Papa Francisco. A Cerimônia de elevação foi na missa do dia 02 de Outubro de 2016, às 10h que foi presidida pelo Cardeal.

O que é uma Basílica?

 

Uma basílica é uma estrutura arquitetônica de origem romana que antigamente tinha uma função econômica e jurídica.  Este tipo de edifício servia originalmente para as transações comerciais a grande escala, e ao mesmo tempo era como uma espécie de juizado. Sua origem se encontra na época da República de Roma (entre os anos 509 e 27 a.C.).

 

Este tipo de estrutura foi aproveitada pelo imperador Constantino como modelo para os primeiros centros de culto cristãos que ele mesmo fundou (São Pedro, do Vaticano, e São João de Latrão, em Roma), e assim permaneceu até a atualidade. Depois que a Império Romano se tornou oficialmente cristão, o termo “basílica” foi utilizado também para referir-se a determinadas igrejas geralmente grandes ou importantes às quais haviam outorgado ritos especiais e privilégios em matéria de culto. Este é o sentido usado hoje, tanto do ponto de vista arquitetônico quanto religioso.

 

O Papa é a única pessoa com potestade para conceder o título de “basílica” a um templo. Só existem 4 basílicas com o título de “basílica maior”, todas elas situadas na cidade de Roma: São Pedro, São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros. As demais basílicas ostentam o título de “basílica menor”, e existem cerca de 1.500 ao redor do mundo.
 

Os Símbolos da Basílica

BRASÃO ECLESIÁSTICO

Descrição: Escudo português, campo de blau (azul) ao centro igreja e escadaria em jalne (ouro). Chefe partido: À esquerda, escudo de armas da Arquidiocese da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro; À direita, campo de prata carregado com monograma de Nossa Senhora coroado de blau. Escudo assente sobre duas chaves cruzadas, destro de prata e senestro de jalne, sobre umbrela episcopal aberta de jalne e goles (vemelho), haste em jalne, encimada por cruz arquiepiscopal em jalne.

 

Listel: BASÍLICA SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA PENHA

Descrição Simbólica e Espiritual: Escudo português em alusão à criação da Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Penha de França por fidalgos portugueses em 1728. O campo azul simboliza o ar e o céu - o firmamento. Por sua pureza, esta cor simboliza a lealdade, caridade e a retidão afincada num dever, é a cor da verdade; A Basílica Santuário e a famosa escadaria com 382 degraus representada em ouro, o mais precioso dos metais. O metal, perfeito e absoluto. Como jóia da Leopoldina e zona norte do Rio de Janeiro, a Basílica é o tesouro da religiosidade, que faz parte dos anais da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

 

No chefe partido temos: À esquerda, em campo vermelho, o símbolo fundamental do princípio da vida, denota as virtudes espirituais, o ardente amor por Deus e pelo próximo; As três setas que supliciaram São Sebastião, em metal de prata simboliza a sã consciência, que é a própria santidade. À direita, em campo de prata, simbolizando a luminosidade, símbolo de pureza, que assemelha-se à limpidez de consciência; o monograma de Nossa Senhora em azul Mariano, conhecido como azul da virgem que transmite um bem estar espiritual; compondo o monograma, coroa real que lhe confere o dom vindo de Deus, recompensa divina.

 

O escudo sobre duas chaves cruzadas que são atribuídas as chaves do Reino dos Céus, conferida por Cristo a São Pedro, como consta no Evangelho de Mateus, 16-19 - “Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra, será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra, será desligado nos céus“.

 

A Umbrela episcopal, em amarelo e vermelho, são cores dos antigos imperadores do oriente, tem a função de um baldaquino, simbolizando a proteção e dignidade, seja oferecida ou seja recebida.

 

Na ponta, a cruz arquiespiscopal composta de dois braços transversais, se fez privativa do arcebispo; recorda a paixão e ressureição de Cristo.

TINTINÀBULO:

O tintinábulo consta de um estandarte com a imagem do santo titular que remata na parte superior com um pequeno sino e coroado pela tiara papal e as Chaves do Céu. 

UMBRELA BASILICAL:

É um insígnia dos Papas, outrora usado diariamente, para fornecer sombra para o papa. É utilizada na Igreja contemporânea em todas as basílicas de todo o mundo. Quando o papa eleva uma igreja ao grau de Basílica, a umbrela é obrigatoriamente usada como a principal insígnia. É uma espécie de guarda-sol que alterna listas em ouro e vermelho.

Endereço:

Largo da Penha, 19 - Penha

Rio de Janeiro, RJ

CEP: 21070-560

Telefone: 3219-6262

Localização:

2019 © Basílica Santuário Arquidiocesano Mariano de Nossa Senhora da Penha de França - Todos os direitos reservados